A Magia de um Sonho

Sonhar é viver!
Sonhar acordado é direcionar a vida para aquilo que se quer...
Aquele menino, de pele bronzeada pelo sol, de cabelos castanhos, olhos castanhos-esverdeados, é alguém que sonha acordado.
Sonha que as imagens da tela prateada se libertam do aparelho de TV e ganham vida.
O herói da tela – o mocinho, porque os heróis jamais envelhecem – transmuta-se, e em fração de segundos torna-se o menino.
Nas asas da imaginação montando lindo corcel furta-cor – pois na magia do sonho é branco, ora preto ou Palomino –, empina o belo animal e parte a todo galope pelas trilhas ensolaradas do velho oeste.
No alto da colina ouve o estampido de tiros e ao olhar avista salteadores atacando uma diligência. Sem se atemorizar desce à toda velocidade, rumo à planície, para impedir que os malfeitores concretizem o assalto.
Na planície saca um de seus dois Colt .45 Single Action prateados, com coronha de marfim, disparando continuamente e sob forte cheiro de pólvora, faz com que os bandidos fujam assustados com o silvar dos projéteis em seus ouvidos... E assim o Pequeno Mocinho realiza mais um de seus atos heroicos.  
No horizonte distante o pôr do sol vai escurecendo as brancas nuvens, enquanto o céu vai transformando progressivamente o azul pelo tom alaranjado. Suave brisa balança o lenço que envolve o pescoço do jovem cavaleiro sonhador lembrando-lhe que é hora de retornar ao lar. O seu alter ego precisa retornar à tela prateada, pois o sonho mágico termina ao pôr do sol.
Entra em casa à toda velocidade e é repreendido pela mãe que lhe diz: “não se esqueça de lavar as mãos, o rosto e retire seu cinturão, não quero que durante a hora da Ave Maria você fique com esses revólveres. Seja rápido, pois já são quase dezoito horas. 
Logo mais, após seu banho, sentado no sofá, para assistir seu herói cavalgar novamente, o menino vai ouvir uma canção...

Algumas trilhas são felizes,
Outras são tristes.
É o caminho que você escolhe (para cavalgar) que conta,
E aqui está uma trilha feliz para você.
Feliz trilha para você, até que nos encontremos novamente.
Feliz trilha para você, continue sorrindo até então!*

(*)Versão de trecho da letra original de Happy Trails (Roy Rogers, Dale Evans).

Nenhum comentário